Em caso de emergência quebre o vidro 

Uma radionovela na era digital,  (PROJETO SELECIONADO NO CONCURSO DE BOLSAS DE CRIAÇÃO, EXPERIMENTAÇÃO, PESQUISA E DIVULGAÇÃO ARTÍSTICA DA FUNDAÇÃO CULTURAL DO ESTADO DO PARÁ - 2015)  partindo da dramaturgia de Denio Maués , Dudu Lobato e Pauli Banhos constroem uma performance vocal inspirada em radionovelas., e intervenções quase imperceptiveis, com pequenos gestos e sombras.

 

A performance ilustrada com fotografias e vídeos  de ambientes reais e ícones da cultura pop dos anos 80/90, remete para o universo daquela geração, "...quando a melhor saída era o aeroporto..." para os jovens de então a urbanidade dos grandes centros como São Paulo e Londres,  são os destinos, cheios de incertezas e fatalismo.

 

Recriar esses ambientes, remetem aos descaminhos , e a falta de perspectiva que marcou muitos dessa juventude; cujo o Rock  de bandas como The Smiths  e The Cure funcionavam como mantras para suas idiossincrasias. A performance Em caso de emergência quebre o vidro , reencontra esses jovens, agora adultos,  e lhes dá a oportunidade de análise do seu passado, nem tão distante, no caso os personagens tem em torno de 33 anos; ao reencontrar-se  com seus desejos surge a chance da redenção.

 

Tão longe e tão perto, ontem como agora, são sempre íngremes as escolhas da juventude, cobertas de névoas e vislumbres, sujeiras e delícias; cabe ao público assistir passivamente, ou fazer as escolhas... certas? 

 

 

 

Ficha técnica

 

Em Caso de Emergência Quebre o Vidro

 

Performers: DUDU LOBATO e PAULI BANHOS

 

Dramaturgia: DENIO MAUÉS

 

Iluminação - Cenografia - Vídeos: NANDO LIMA

 

Produção Estúdio REATOR

 

 

 

Realização

 

 

 

© 2016/2019  Orgulhosamente criado por Estúdio REATOR

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus