Acordei e Matei a Performance

com Henrique Zahir Montagne

             Qual a diferença entre performance art e ritual? Qual a realidade da transcendência de algo sagrado para algo que não é. Ou tudo é sacro? Até a sua puta rotina, dentre os mais velhos ritos de acordar até desmaiar no fim do dia? Percorre suaves delírios e a mística de santificar o seu corpo e respeitar o que é seu de direito, a sua vida. Atravessar a porta para a satisfação de espirito do próprio artista que comunica e atravessa muros e rios que cortam arte e vida rotineiramente. Assassinato, suicídio assistido. Não sou mais o que deveria ser ontem, ou duas horas atrás Percorrendo isso a performance vai estabelecendo proposições inversas de ritos, dialoga com arte, corpo, tecnologia, rotina e cotidiano pós moderno.
 

{ Herinque Zahir Montagne }

Ficha Técnica

Concepção, Direção, Vídeos: Herinque Zahir Montagne

Iluminação : Nando Lima

Registro em vídeo: Dudu Lobato

Produção: Herinque Zahir Montagne  e  Estúdio REATOR 

© 2016/2019  Orgulhosamente criado por Estúdio REATOR

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus