Reator ETERNO

A culminância entre várias linguagens artística desbrava sentidos e mostra um novo olhar da cidade de Belém através de um passeio por lembranças contadas pelas ruas numa projeção de imagens. Essa é a proposta realizada pelo projeto Reator Eterno do Estúdio Reator que pede licença para a rua a partir do dia 28 de setembro, às 19h.

O projeto Reator Eterno, contemplado pelo programa Rumos do Itaú Cultural, procura contar parte das histórias dos Bairros de Fátima e São Brás em uma performance que mistura vídeo, música, teatro, fotografia, sobre parte desse local esquecido,  e agora revivido  por lembranças contadas entre moradores antigos e novos pertencente aos bairros que escondem um segundo centro de Belém. Buscando contar a partir de uma linguagem artística hibrida a memória descoberta por entre quintais e canais esquecidos dos bairros que seguem os dias da cidade.

Nessa busca, o olhar cotidiano entre o urbano e periférico se permeia numa cartografia sinestésica e afetiva por vários trajetos que passam por casas e prédios mostrando um fluxo da passagem de existência revertido em poesia. O trabalho teve seu indutor nas fotografias e histórias de vida da família Lima de Queiroz e seus mais de 100 anos vivendo no número 1053 da travessa 14 de abril. Os artistas participantes do projeto começaram construindo um mapeamento dos bairros a partir das histórias vizinhas e criando uma “cartografia poética sinestésica.” Nessa cartografia, o roteiro dos  passeios pelas ruas foram construídos, e agora pedem licença e convidam o publico a entrar numa performance que se acolhe em dois bairros disfarçados de detalhes que complementam cada travessa, mudam o ambiente e fazem as casas irem esquecendo/lembrando a composição do lugar junto aos quintais invisíveis que existe atrás de cada uma.

No passeio, os performers buscam descobrir o sentido pertencente a esse chão de terra batida de  e asfalto, que se configura por imagens que projetam um movimento inverso do tempo, interferindo no comportamento da cidade que modifica o cotidiano num passeio de lembranças que permeadas por imagens do século passado que influenciam na cultura presente. Nesse movimento de linguagens a transformação visual carregada de lembranças, apresenta a cidade composta em dois tempos que se modificam durante a apresentação.

Os movimentos entram numa sintonia entre vídeo e sons frenéticos que colocam o publico diante de uma imagem reproduzida em luzes conectadas num jogo com o movimento da rua, o som do transito, a fumaça espalhada no ar e os pedestres que alteram a percepção da realidade.

INSTALAÇÃO NO ESTÚDIO REATOR

Diante das lembranças e da pesquisa pelos bairros, o publico também poderá conferir as histórias e o trabalho através da “Instalação das Lembranças” que ficará em exposição durante o período das apresentações no espaço do Estúdio Reator das 14h às 19h.

 

A memoria da instalação foi construída a partir de histórias da família Lima de Queiroz que procura mostrar um pouco da mudança da travessa 14 de abril entre imagens, vídeos e sons que reproduzem o movimento urbano, contado também por moradores e trabalhadores locais, que observam todo o fluxo entre seus afazeres, diante da transformação dos bairros, entrando numa convergência de luz e imagens que modificam o antigo, e ressalta o novo e a visão contemporânea de Belém.

A instalação também traz trabalhos realizados pelo Estúdio Reator que há 6 anos experimenta e desenvolve hibridismos nas linguagens audiovisual, teatro, dança, música, fotografia, e vídeo envolvendo tudo com a performance, que mostram novas possibilidades de um fazer artístico. Levando o público a conhecer e perceber na memória desse espaço, a vida imitando a arte.

O projeto foi realizado de julho a outubro de 2016 : e finalizou com a programação abaixo  

PASSEIO DAS LEMBRANÇAS:

 

O RIO SUBMERSO

SETEMBRO de 2016 - horário: 19:00 - dias: 28 e 30.

OUTUBRO de 2016 - horário: 19:00 - dias: 05-12-14-19-21

 

O TRILHO INVERSO

SETEMBRO de 2016 - horário: 19:00 - dias: 29

OUTUBRO de 2016 - horário: 19:00 - 01 - 04 - 06 -13 - 15 - 20 - 22

 

 

VISITAÇÃO DA INSTALAÇÃO:

SETEMBRO de 2016 - horário: 14:00 às 19:00 - dias: 28-29 e 30.

OUTUBRO de 2016 - horário: 14:00 às 19:00 - dias: 01-04-05-06-12-13-14-15-19-20-21 e 22.

FICHA TÉCNICA

 

Direção e  coordenação geral

Nando Lima

Performers

Pedro Olaia - Dudu Lobato

Wan Aleixo - Bernard Freire

Nando Lima - Vandiléia Foro

Entrevistas

Pedro Olaia 

Câmera e fotos

Dudu Lobato

Trilha sonora

Armando de Mendonça

Roteiro da performance

Nando Lima - Pedro Olaia


Designer gráfico

Wan Aleixo

Textos site/blog/imprensa

Bernard Freire

 

Expografia

Nando Lima

Instalação e montagem

Pedro Olaia - Dudu Lobato - Wan Aleixo - Bernard Freire - Nando Lima 

 

Figurino

Telma Lima

Edição de vídeo

Nando Lima 

 

Montagem de iluminação

Nelson Dantas

 

Contrarregra

Oiran Rocha

Recepção

Wan Aleixo - Bernard Freire 

 

Produção e realização

Estúdio REATOR 

 

Agradecimentos moradores dos bairros de São Brás e Fátima

​Abílio Franco

Cincinato Marques Jr 

Vavá e Nenê - passeando no Museu Goeldi

projeto do estúdio REATOR :

participante do RUMOS 2016

REATOR ETERNO

mais informações ; Clik aqui! 

© 2016/2019  Orgulhosamente criado por Estúdio REATOR

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus